segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Lince Ibérico

Fotografia de C. Francisco Marquez


Se não fossem os espanhóis (e se não existissem linces em Espanha) o Lince Ibérico já estaria extinto deste planeta. Portugal nada conseguiu para evitar a sua extinção, em território nacional, deste seu antigo habitante. Mais um exemplo vergonhoso de como "funciona" o estado - actualmente.

Um reflexo da forma como o território é actualmente "gerido" e, também, daquilo que são a - maioria - dos parques naturais/zonas de especial interesse natural/zonas de paisagem protegida em Portugal . . .


3 Comentários:

Às 20 de outubro de 2009 às 19:18 , Blogger Margarida disse...

Definamos 'actualmente', p.f.
(quer-me cá parecer que isto cheira àquele 'brande' e 'vem de longe'...)
;)

 
Às 21 de outubro de 2009 às 09:40 , Blogger Ricardo Nunes disse...

Infelizmente em Portugal privilegia-se a "política do betão" em detrimento de um ordenamento do território de forma cuidado e equilibrada.

E muito disto resulta do facto de a lógica de financiamento das autarquias estar, quanto a mim, completamente errada. Desde logo quando uma Câmara qualquer tem bastantes incentivos para autorizar uma nova construção por forma a obter receitas provenientes de IMI e IMT. É imperioso que o peso destes impostos no total das receitas das autarquias diminua, sob pena de nada se alterar em Portugal.

Cumprimentos.

 
Às 23 de outubro de 2009 às 11:00 , Blogger Nuno Carvalho disse...

Certíssimo!

E depois, salvo raras excepções, ainda temos tudo aquilo que anda à volta disso; um polvo gigante que a maioria das pessoas desconhece.

 

Enviar um comentário

<< Página inicial