terça-feira, 22 de setembro de 2009

Excelso


3 Comentários:

Às 23 de setembro de 2009 às 13:55 , Blogger Margarida disse...

Sempre me fez espécie não haver o hábito das casas na árvore por cá...
"Consolo-me" com as americanas; quanto mais não seja, nos filmes...

 
Às 25 de setembro de 2009 às 11:07 , Blogger Nuno Carvalho disse...

Para isso, seria necessário que - em Portugal - existissem árvores ornamentais de grande porte, que não tivessem sido mutiladas, bem como, mais gosto pela natureza. Como afirmou em tempos Joaquim Vieira Natividade:
«Em boa verdade, por esse País fora, em tantas caricaturas de jardins a que se dá por vezes o nome de parques municipais, raro se nos depara uma árvore verdadeira, uma árvore autêntica, em todo o esplendor da majestosa arborescência; a árvore esbelta, digna, umbrosa e acolhedora, orgulho da Criação. Onde acaso existiu, poucas vezes escapou a brutais mutilações que a transformaram em grotesco Quasímodo, sem o mínimo respeito pela dignidade do mundo vegetal.»

 
Às 25 de setembro de 2009 às 19:46 , Blogger Margarida disse...

Wow!...
Fiquei emocionada...
lindo...

 

Enviar um comentário

<< Página inicial