quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

MARCAS (INDUSTRIAIS) NACIONAIS


«
Portugal nos últimos anos assistiu de forma passiva ao desaparecimento de inúmeras marcas nacionais, algumas eram únicas, ou seja, eram a única empresa portuguesa a fabricar/fornecer esse produto, tais como:

MOLIN - Material de escrita e desenho
MABOR GENERAL - Pneus
UMM - Veículos automóveis (Jipes)
PORTARO - Veículos automóveis (Jipes)
SOREFAME - Concepção e fabrico de comboios
CASAL - Motos

Por outro lado foram atribuídos subsídios a inúmeras empresas estrangeiras que, ao fim de poucos anos, fecharam (indo para outros países).

Quando uma empresa deste tipo desaparece não são apenas os postos de trabalho que se perdem: são técnicas e conhecimentos acumulados e aperfeiçoados ao longo dos anos que se perdem (know-how); outro aspecto importante reside na perda de elementos que de certa forma servem de identificação do país.

Sou da opinião que este assunto deveria ser alvo de uma maior atenção por parte do governo, nomeadamente nos casos em que a marca nacional na iminência de desaparecer fosse a única (em Portugal) a fabricar esses produtos. Nestas situações o estado deveria intervir, de modo a evitar o seu desaparecimento, invocando o interesse nacional.
»

Fonte: blog Vantagem Comparativa 12 de Dezembro de 2007, texto escrito por mim.


3 Comentários:

Às 11 de dezembro de 2011 às 23:10 , Blogger Margarida disse...

Meus amigos, bem sei que até a blogosfera anda meio em crise, mas tanto tempo sem «postagens», puxa vida, e são três os autores, mais vale dizerem que não gostam nada de nós...
:(
As: vogal da comissão de utentes deste espaço.

 
Às 11 de dezembro de 2011 às 23:10 , Blogger Margarida disse...

P.S.: nunca ouviram falar de 'mínimos olímpicos'?
...pois.

 
Às 18 de dezembro de 2011 às 21:39 , Blogger Nuno Carvalho disse...

Bem, espero que tenha ficado satisfeita com esta dose!
:)
LOL

 

Enviar um comentário

<< Página inicial